MAPA – PED – METODOLOGIA DA MATEMÁTICA – 52/2023

É o que você procurava?

Fale conosco para obter o trabalho completo, clique no botão ao lado

ARTE & MATEMÁTICA

A proposta deste mapa vai um pouco além dos conteúdos de matemática, este vai proporcionar vivências da arte partindo dos elementos da matemática.
A matemática tem inspirado e favorecido a arte. Perspectiva, proporção e simetria, por exemplo, são fundamentais nas artes plásticas. As bandeirinhas de Volpi, os azulejos de Athos Bulcão, o cubismo. Mas, e o contrário? Será que a arte inspira a matemática?
Vem do outro lado do Atlântico uma evidência da conexão entre arte e matemática. Segundo Fernando Pessoa, “o binômio de Newton é tão belo como a Vênus de Milo”, só que as pessoas não se dão conta disso. Aqui, a arte empresta seus ideais como uma seta que aponta para beleza do objeto matemático. Mas talvez se possa ir adiante.

A influência mútua que existe entre arte e matemática

Nos séculos XIX e XX, o renomado pintor francês Paul Cézanne demonstra que o ponto de encontro entre matemática e arte vai muito além da perspectiva. Em suas telas, ele procurava simplificar as figuras até que elas se reduzissem a formas geométricas puras. Essa estratégia criava a sensação de volume e distância entre os componentes.
Provavelmente, o ápice da influência da matemática na arte foi o advento do Cubismo: movimento de vanguarda modernista que se baseava no uso de formas e volumes geométricos para representar a natureza. Durante o cubismo, que teve em Pablo Picasso um de seus maiores expoentes, a perspectiva tridimensional foi deixada de lado.
Sobre esse assunto, ainda vale destacar um artista específico, Escher, que tem toda a sua obra baseada em conceitos matemáticos como simetrias e padrões de repetição. Mesmo sem ter buscado conhecimento formal em matemática, era essa área que norteava toda a sua produção.

Matemática e sua influência na arte

Para fundamentar esta discussão e conhecimento sobre o tema,  você poderá assistir ao vídeo: Arte & Matemática – 02 – Arte e Números. Acesse o site:  https://www.youtube.com/watch?v=BdNKblyBwwM

Este documentário enfatiza que na arte na caverna, o significado dos desenhos talvez seja o domínio do perigo e do espaço, o enfrentamento dos fantasmas, vitória sobre os medos. Com a leitura dos padrões da Natureza delineiam-se as figuras planas e cria-se a arte dos mosaicos. Na melhor representação do espaço surge, na Idade Média, a perspectiva, com novas técnicas geométricas. Na Matemática, o sistema decimal, a descoberta do Zero. O uso dos algarismos. Com as Grandes Navegações as necessidades do mercado exigiram formas mais flexíveis e rápidas de fazer contas.
Depois destas reflexões, como fica a relação entre Arte & Matemática? Você conseguiu visualizar o envolvimento das conexões matemáticas?

Portanto, vamos a um grande desafio: “criar uma obra de arte que envolva elementos da matemática (números, gráficos, formas, símbolos…etc). Não pode ser copiado, tem que usar sua imaginação e criatividade.

1º. Passo: Esta obra pode ser realizada usando diferentes propostas: recorte e colagem; pintura; desenhos; arte gráfica; escultura.
2º. Passo: Este trabalho deverá ser fotografado e postado no formulário mapa que se encontra no material da disciplina.
3º. Passo: Elabore um texto (entre 10 a 15 linhas) explicando quais elementos da matemática você utilizou em sua obra. Para isso, siga as orientações:

a)  Escreva como a arte pode estar associada à matemática.
b)  Descreva quais conteúdos matemáticos sua arte envolve.
c)  Explique como a criança pode se apropriar de conhecimentos matemáticos por meio da arte.

Veja abaixo alguns exemplos:

Observação: Lembre-se de seguir todos os passos descritos, assista ao vídeo de orientação que deixei gravado para você. Em caso de dúvidas entre em contato com a sua  professora mediadora.

Bons estudos!!

É o que você procurava?

Fale conosco para obter o trabalho completo, clique no botão ao lado

Deixe um comentário